Algo extravagante, irreverente, diferente, sentimental, frio, revoltante, sexy, real, simples e composto. O abstracto está em todos nós, mas só alguns o conseguem tornar concreto.

30
Nov 08

 

Já não se preocupam com nada.

Só querem ser felizes à sua maneira. Já não pensam nos pares de cornos que possuem. Já não pensam em quantos mais irão vir a possuir.

Só vivem para o momento. Aproveitam-no como se o mundo acabasse dalí a uma hora.

Do tipo: "Não me importa se és só meu, eu quero é ser só tua".

Têm consiêcia que mais tarde ou mais cedo eles vão voltar a errar e a fazê-las sofrer ainda mais. Mesmo assim estão sempre dispostas a perdoa-los por mais que digam que não no inicio.

Vivem num mundo da ilusão criado só por elas.

Para elas, não interessa as criticas das pessoas, embora se sintam magoadas com comentários que ouvem. Só querem ser felizes. Só querem encher a sua vida com cor.

E para elas não há ninguem mais perfeito que eles. Embora eu saiba que tudo neles é imperfeito. É disso que elas gostam ... da imperfeição.

 

"Viver um dia de cada vez"

         Love, hate, love <3

Chegaram elas a atingir realmente a verdadeira felicidade? Ou vivem numa falsa realidade?

publicado por Isabel Sanchez às 15:27
sinto-me: Indifrente
música: Jenny Hyn - I still belive in love

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO