Algo extravagante, irreverente, diferente, sentimental, frio, revoltante, sexy, real, simples e composto. O abstracto está em todos nós, mas só alguns o conseguem tornar concreto.

16
Mar 09

Após ter passado o dia inteiro se fazer rigorosamente nada (a não ser a aparecer numa numa aula das 17 h da tarde para ir fazer um teste de Biologia) deu-me esta subita vontade de realizar algo. E então resolvi vir escrever no blog.
Não sei porque é que escrevo, visto que não tenho nada de concreto para escrever.
Sou terrível, é um facto xD

Quando não se tem nada para se falar fala-se de futebol.
Então siga lá falar de futebol, já que o Português tanto gosta :D
Viram o meu FCP outro dia para as competições europeias?
Estava brutaaal, mas brutal mesmo. O Porto deu definitivamente uma grande lição aos seus grandes rivais (Sporting e Benfica) que tanto se desculpam com a arbitragem.
Pois é meus amigos, essa não pega, sem trabalho não se vai a lado nenhum.
Mas sabem que até tenho pena do Paulo Bento? Eu até gosto do senhor, mas falta-lhe um punho firme.
O Porto é sem duvida alguma o melhor clube do futebol português e depende inteiramente de si para chegar a algum lado.
E diz a minha mãezinha "Estás tão feliz porquê? Eles é que ganham, a ti não te dão nada"
E digo eu: "Enganas-te minha querida mãe, para além de infinitos momentos de alegria dão-me também muitas lições de vida"
Isto porque eu desde pequena que tenho a mania de articular tudo com o Futebol:

11 meses: Primeiras palavras "Olá bonecos, adeus bonecos. Mãe. Pai. Porto."
3 anos: Tio Jorge - "Benfiica" Eu - "Benfica é merda"
5 anos: "Ou compras-me um bolo do Porto ou não faço anos."
7 anos: "Mãe, achas que o mano vai ser do Porto? Se não for já não o quero"
10 anos: (Primeira vez à porrada) - "O Porto é o unico clube de Portugal que ganhou a taça uefa e acabou"
12 anos: (Em plena sala de aula) - "Mas não foi golo o quê? Mas vês mal, compra uns oculos. Palhaço"
14 anos: (Jogo Porto Sporting, completamente sozinha no meio deles)
"POOOOOOOORTOOOO"
(Olha tudo de lado, ouvem-se uns borburinhos)
"Chiu, cala-te ainda arranjamos problemas"
"Mas calo-me o quê? POOOOOOOOOOOOORTOOO"

15 anos:
(Aula de Português):
Professora: "Decorem assim, a oração subordinante é aquela que é independente, e a subordinada é aquela que depende da subordinante, algum exemplo?"
"O Porto é o subordinante, visto que depende de si memso para ganhar o campeonato, os outros são os subordinados visto que dependem da derrota do porto para chegarem ao titulo".
16 anos: - "Ohh Ohh, tomara o stôr ser como o Pinto da costa ..."
             -    "E se o Porto ganhar usas tu o cachecol do Porto durante um dia inteiro sem direito a esconderes-te" ... E assim foi.

A minha vida é isto, completamente.

publicado por Isabel Sanchez às 22:40
sinto-me: Tripeira.
música: Tripeiro eu sou: Super Dragões

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

17
18
19
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO